O Sindconstrucivil-MA através do seu presidente Humberto França Mendes, do advogado Dr. Neto Coimbra, do Diretor de Imprensa e Comunicação Irineu Mendes e do 1º Secretário Jorge Luís Mendes juntamente com representantes da Feticema estiveram na Fiema para dar continuidade a reunião de negociação com o Sindicor (Sindicato da Indústria da Construção de Obras Rodoviárias do Maranhão) sobre a Convenção Coletiva de Trabalho da Construção Pesada 2017/2018.

 

Além da CCT fechada com o Sinicon (Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada), o Sindicor teve no ano passado reconhecido pelo MTE sua carta sindical regularizando-se e estando apto a enviar propostas de Convenção para os sindicatos laborais da Construção Pesada, no caso, São Luís, a Feticema e seus sindicados filiados.

 

 

Contudo, a proposta enviada pelo Sindicor foi a mesma já estebelecida com o Sinduscon-MA (Construção Civil), por este motivo, os sindicatos junto com a Feticema não aceitaram a mesma pelo fato de já existir uma Convenção em vigor com o Sinicon cujos salários são bem maior que a Construção Civil. O objetivo da reunião de negociação é fechar uma CCT com o Sindicor que representa a Construção Pesada no Maranhão. O Sinicon tem abrangência nacional englobando 21 estados, incuindo o Maranhão.

 

A proposta para o Sindicor, referentes a Cesta Básica e salários foi praticamente fechada para a categoria dos Ajudantes e Auxiliar, ficando ainda em negociação as categorias do Oficial, Meio-Oficial, Qualificado I e Qualificado II.

 

O Sindicor levou a contra-proposta para assembleia e uma nova reunião foi marcada para o dia 17/04 no qual o Sindicor deve apresentar seu respaldo desta contra-proposta dos sindicatos laborais.