SINDCONSTRUCIVIL – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Construção Pesada-Infraestrutura, Mobiliário, Artefatos de Cimento, Obras de Arte, Instalações Elétricas, Montagens e Manutenções Industriais, Construção e Manutenção de Rodovias, Ferrovias e Engenharia Consultiva

Ouça nossa rádio

Minha Casa Minha Vida pode vir com computador e internet banda larga

 

 

O Programa Minha Casa Minha Vida pode envolver ainda mais benefícios para quem for contemplado se os senadores aprovarem o Projeto de Lei 204/2013. A proposta pretende incluir um computador, internet banda larga e uma biblioteca com 20 livros nas moradias entregues pelo programa.



O projeto de autoria do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), deve ser votado nesta terça-feira (8) pela CCT (Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática). Enquanto isso, a presidente Dilma Rouseff segue entregando unidades de moradia pelo programa.



De acordo com o senador, o programa do governo federal falha ao não incentivar o avanço pessoal e profissional, pois não oferece acesso à informação para as famílias que são beneficiadas com moradia.



Para justificar a proposta, Cristovam Buarque apresentou números e estatísticas que revelam que somente 95 milhões de brasileiros são leitores, sendo que só 1,2 livro é comprado por habitante/ano.



A proposta explica que os livros disponibilizados nas bibliotecas de cada casa seriam selecionados pelos planos municipal, estadual ou nacional do livro e da leitura.



Por mais que pareça óbvio, o senador justificou a necessidade de computador e conexão banda larga apontando que o Brasil está na 72ª posição no ranking mundial de inclusão digital, que envolve 156 países.



Outro dado usado por Cristovam para justificar sua proposta, foi um levantamento do IBGE que mostra que 104,7 milhões de brasileiros não têm acesso a computadores.



A relatora da proposta, senadora Ângela Portela (PT-ES) é favorável ao projeto e defende o projeto com o seguinte dado da FGV (Fundação Getúlio Vargas): 90% das residências da Classe A têm computador e internet, enquanto somente 2,5% das casas da Classe E têm a aparelhagem.

             

A CE (Comissão de Educação, Cultura e Esporte) e a CDR (Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo) do Senado também vão analisar a proposta antes de que ela seja encaminhada ao plenário.



Iniciado em 2009, o Programa Minha Casa Minha Vida deve completar um total 2,75 milhões de casas e apartamentos entregues até o fim do ano, nas contas do governo.

 

Fonte: Portal R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =