Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Ouça nossa rádio

Brasil X Colômbia fazem clássico sul-americano nas quartas de final da Copa do Mundo

Os dois primeiros confrontos das quartas de final da Copa do Mundo oferecem jogos igualmente interessantes, mas com histórias bem diferentes. De um lado, um clássico europeu entre França e Alemanha repleto de recordações; do outro, o primeiro dérbi sul-americano entre Brasil e Colômbia em um Mundial.

 

A julgar pela galeria de títulos da Alemanha, poderíamos dizer que o favoritismo está mais para o lado da seleção de Joachim Löw. Mas o histórico do confronto indica um prognóstico diferente. Afinal, em 25 partidas entre os dois velhos rivais, a vantagem é dos Bleus, que venceram 11 vezes, empataram seis e perderam oito. Na Copa do Mundo, a superioridade muda de lado: foram três jogos, com uma goleada francesa na disputa pelo terceiro lugar de 1958 (6 a 3) contra dois triunfos alemães, nas semifinais de 1982 (3 a 3 após prorrogação, 5 a 4 nos pênaltis) e de 1986 (2 a 0).

No Brasil 2014, após uma estreia avassaladora contra Portugal (4 a 0), a Alemanha não demonstrou a mesma segurança diante de Gana (2 a 2) e dos Estados Unidos (1 a 0), muito menos contra a Argélia (2 a 1 na prorrogação). A França também largou forte, jogando bem contra Honduras (3 a 0) e principalmente contra a Suíça (5 a 2), mas tropeçou diante do Equador (0 a 0) e bateu a Nigéria nas oitavas de final com gols apenas nos últimos 15 minutos (2 a 0). Agora, a expectativa é por uma partida muito aberta entre duas equipes eficientes no ataque (dez gols marcados pelos Bleus, nove pelos tricampeões) e sólidos na defesa (dois gols sofridos pela França, três pela Alemanha).

Brasil e Colômbia nunca se enfrentaram em uma Copa do Mundo, mas a história do confronto sul-americano tem vários capítulos, quase todos favoráveis à Seleção. Em 25 duelos, a equipe canarinho venceu 15 vezes, empatou oito e sofreu somente duas derrotas, tendo anotado 55 gols e levado 11. Além disso, os brasileiros jamais perderam em casa para seu adversário das quartas de final (seis vitórias e três empates), que nunca havia chegado tão longe na Copa do Mundo.

No entanto, embora Neymar (quatro gols) tenha confirmado seu enorme talento, o selecionado de Luiz Felipe Scolari parece ainda hesitante, tendo passado apuros contra o México (0 a 0) e o Chile (1 a 1 após prorrogação, 3 a 2 nos pênaltis). Os colombianos, por sua vez, apesar da ausência do artilheiro Radamel Falcao por lesão, vêm praticando um futebol fluido e objetivo, personificado no jovem James Rodríguez (cinco gols), uma das belas surpresas do torneio. Por fim, vale lembrar que o Brasil não terá Luiz Gustavo, suspenso, e ainda jogará com nada menos que seis jogadores pendurados com um cartão amarelo, entre eles Neymar e Thiago Silva.

 

Os jogos
França x Alemanha, Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, 13h (hora local)
Brasil x Colômbia, Estádio Castelão, Fortaleza, 17h (hora local)

Fonte:IDifusora.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + três =