SINDCONSTRUCIVIL – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Construção Pesada-Infraestrutura, Mobiliário, Artefatos de Cimento, Obras de Arte, Instalações Elétricas, Montagens e Manutenções Industriais, Construção e Manutenção de Rodovias, Ferrovias e Engenharia Consultiva

Ouça nossa rádio

Quais são as Causas da Umidade e como evitá-las?

A existência de umidade pode ser desencadeada por vários fatores. Esta também pode apresentar aspectos diferentes ou afetar diferentes zonas. Aprenda a diferenciar os diferentes tipos de umidade, para saber a forma mais eficaz de  combatê-las.

 

 

 

Umidade ascendente:

Parede com salitre. Este tipo de umidade apresenta-se sob a forma de manchas interiores ou exteriores. No interior poderá se formar salitre, o papel de parede vai descolar-se ou ainda aparecerá bolores. No exterior pode apresentar-se sob a forma de musgo.

Áreas afetadas:
Este tipo de umidade afecta normalmente a largura da parede, com uma altura entre 50 a 120 centímetros.

Aparecimento:
Este tipo de umidade surge durante todo o ano, mas em diferentes proporções, consoante o aparecimento das chuvas.

 

Como solucionar:
As técnicas mais eficazes contra a umidade ascendente são: instalação de uma barreira de impermeabilização, revestimento com rebocos de drenagem ou a injeção de um produto hidrófugo.

 

Umidade pela chuva:

Este tipo de umidade apresenta-se claramente delimitado nas paredes interiores. Nas paredes exteriores apresenta-se por eflorescências brancas, tijolos com rachas, fissuras, juntas estragadas, etc.

Áreas afetadas:
Estragos na parte exterior ou interior. Infiltração de chuvas, principalmente no lado mais exposto ao vento.

Aparecimento:
O seu aparecimento é mais intenso durante ou depois de chuvas fortes ou contínuas.

Como solucionar:
Primeiro, comece pelo telhado, verificando se todas as telhas estão em bom estado, se existem buracos e se toda a estrutura que o sustenta está em bom estado e se não existem juntas partidas. Verifique ainda fissuras nas fachadas, reparando-os caso existam. Se o problema estiver nas paredes mais expostas, proteja a parede das umidades, pintando-a e isolando-a com argamassa especial com propriedades hidrófugas, ou então, faça um revestimento com pedra, ou ainda poderá isolá-la com um hidrófugo transparente (verifique o bom estado da superfície antes de instalar este tipo de produto).

 

 

Umidade originada por fugas na canalização:

 A umidade causada por fugas e defeitos na canalização, apresenta-se por círculos úmidos tipo auréola ou por bolores.

Áreas afectadas:

Perto de canos ou de aparelhos sanitários.

Aparecimento:

Surge principalmente em áreas que se encontrem perto de aparelhos sanitários que sejam usados mais vezes, como privadas, por exemplo.

 

Como solucionar:
Depois de localizarmos a fuga, terá que ser realizado um trabalho a nível de canalizações. Recomendamos que contrate um técnico especializado para resolver o problema, que não é de fácil resolução.

 

 

 Umidade por condensação:

Manchas de umidade com aspecto irregular. Poderá apresentar-se sob a forma de bolor e cheiro. Outra característica deste tipo de humidade pode verificar-se nos vidros regularmente embaçados e durante bastante tempo.

Áreas afetadas:
Costuma aparecer somente na parte de dentro ou parte de fora de paredes ou tetos, principalmente nos cantos. As paredes normalmente afetadas são as que estão viradas para o Norte e Nordeste.

Aparecimento:
Este tipo de umidade aparece com mais frequência nas estações de chuva e frio.

Como solucionar:
Tente produzir menos vapor. Numa casa onde existam 4 pessoas, a quantidade aproximada de vapor de água produzido diariamente é aproximadamente 10 litros! As divisões mais afetadas são naturalmente o banheiro e a cozinha e também nos quartos. Poderá reduzir esta produção de vapor de água seguindo algumas dicas:- Use água o menos quente possível no banho;
– Quando cozinhar tape sempre que possível as panelas e ligue o exaustor;
– Sempre que possa, evite secar a roupa no interior das divisões. Se o fizer use um aquecedor ou ventile adequadamente a divisão;
– Use dispositivos de diminuição de umidade em armários ou roupeiros;
– Use um desumidificador em zonas de maior condensação (não durma com um desumidificador em funcionamento na mesma divisão).
Melhore o arejamento e ventilação das divisões:
No tempo mais chuvoso, deixe entrar e circular ar fresco para dentro da sua casa. Este ar é mais seco e menos rico em vapor de água, substituindo assim o ar mais condensado por ar mais seco. Em casas mais modernas, onde o isolamento é mais eficaz, deve-se permitir que sejam mais arejadas, por meio de ventiladores ou por manter as janelas abertas sempre que possível.

 

Fonte:Dicas de Obra

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três − um =