SINDCONSTRUCIVIL – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Construção Pesada-Infraestrutura, Mobiliário, Artefatos de Cimento, Obras de Arte, Instalações Elétricas, Montagens e Manutenções Industriais, Construção e Manutenção de Rodovias, Ferrovias e Engenharia Consultiva

Ouça nossa rádio

Estado do Maranhão é vítima de preconceito em redes sociais

                                                                                     Reprodução da internet

 

Uma publicação preconceituosa contra a cultura e o povo maranhense gerou indignação. Uma jovem que seria natural de Porto Alegre (RS) teria postado na própria página, em uma rede social, a felicidade de retornar para a terra natal após 1 ano e 7 meses, em Imperatriz (MA), na companhia do esposo que seria funcionário da empresa Suzano Papel e Celulose.

 

"A cultura do maranhense é horrível. O carnaval é um lixo 'Tal de bomba meu boi, tambor de crioula'. A maioria das Mulheres são piriguetes e os Homens malandros. Mais da metade das pessoas são semi-analfabetos. #AmoMinhaCidade #Gramado RS", declarou a mulher identificada apenas como Isabela Cardoso, sorrindo também da pobreza do Maranhão.

 

A assessoria da Suzano Papel e Celulose informou  que desconhece a jovem e que o caso foi encaminhado para o setor de Recursos Humanos. Pediu desculpas pelo ocorrido e destacou que trata-se de uma opinião particular que não é a mesma da empresa. A jovem não foi localizada para comentar o assunto.

 

Segundo caso

Mais um caso de preconceito contra o Maranhão foi compartilhado nas redes sociais. Uma mulher identificada como Clara de Souza deixou um comentário na postagem da Isabela Cardoso, que fez críticas contra o Maranhão na rede social facebook.

 

Em seu comentário ela usa  a frase: “ E ainda tem gente que acha que vivemos em uma democracia! Eu concordo com vc Isabela Cardoso!!!….. Maranhão é um lugar horrorosooooo, sujo, fedorento, tb detesto a cultura deles, é feia, também acho as pessoas esteticamente horríveis, além da maioria analfabeta, já que é o estado mais precário, pobre e com o pior índice de qualidade de vida do país!!!!…..”  Comentou mulher na publicação de Isabela.

 

Fonte:Idifusora.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =