SINDCONSTRUCIVIL – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Construção Pesada-Infraestrutura, Mobiliário, Artefatos de Cimento, Obras de Arte, Instalações Elétricas, Montagens e Manutenções Industriais, Construção e Manutenção de Rodovias, Ferrovias e Engenharia Consultiva

Ouça nossa rádio

SINDCONSTRUCIVIL visita Canteiro de Obra da Empresa CM Construtora

 

 

No dia 29 de maio de 2015, representantes do SINDCONSTRUCIVIL (Jorge Luís França Mendes: 1º Secretário e Lauro dos Inocentes Filhos: Diretor do Dpto. de Esportes e Lazer) estiveram visitando o canteiro de obra localizado na Rua Via Novaes – 230 – Centro. No canteiro informado, trabalham operários da empresa CM Construtora que realiza a obra de Reforma e Ampliação do Prédio de Enfermagem da Universidade Federal do Maranhão -UFMA

 

Os trabalhadores da CM Construtora denunciaram diversas irregularidades da empresa:

 

  • Má qualidade das refeições;
  • Ausência de materiais de construção e ferramentas na obra que impedem os trabalhadores de executarem suas funções com qualidade;
  • Atraso no recebimento do dinheiro do transporte, que de acordo com os mesmos, já desembolsaram valores do seu próprio bolso para poder pagar a condução e chegar até o trabalho e não foram reembolsados pela empresa;
  • Recebimento de seus salários em envelope. E os próprios trabalhadores afirmam que abriram conta no banco a pedido da empresa, mas recebem seus provimentos manualmente. E na conta bancária, correm juros, pela falta de movimentação da mesma;
  • Atraso no recebimento de salários de até 20 dias;
  • Má condições nos bebedouros, banheiros e vestiários;
  • Trabalhadores sem CTPS assinadas dentro do canteiro;

 

Os representantes do SINDCONSTRUCIVIL conversaram com o encarregado da obra, o engenheiro, a técnica de segurança e a proprietária da CM Construtora. Repassaram todas as reclamações dos trabalhadores e entregaram um ofício para a correção das irregularidades no canteiro de obras. 

 

A atual proprietária da CM Construtora afirmou estar a par de algumas irregularidade, como por exemplo: salários atrasados e CTPS não assinadas e alegou que já está trabalhando para corrrigi-las, uma vez que a mesma, teria chegado na obra há poucos dias e por isso afirma não ter participação nas irregularidades da empresa ao qual assumiu há pouco tempo. A atual proprietária deu um prazo máximo de até o final de Julho de 2015 estar com todas as irregularidades sanadas. Pois segundo ela, há algumas dificuldades burocráticas que independem dela e impedem a agilidade deste processo.

 

Os trabalhadores aguardam a correção das irregularidades o quanto antes e o SINDCONSTRUCIVIL também está acompanhando todo o trâmite para que os trabalhadores não sejam penalizados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + sete =