Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Ouça nossa rádio

Programa Minha Casa, Minha Vida sofrerá cortes no orçamento

 

O aperto orçamentário, evidenciado na proposta enviada ao Congresso na última semana, que prevê rombo de R$ 30,5 bilhões nas contas do governo, terá impacto na terceira fase do Minha casa, minha vida.

 

Diferentemente do que havia sido dito pela presidente Dilma Rousseff, a nova etapa do programa não deve ser oficialmente lançada amanhã. Segundo um integrante do governo, é necessário que o Orçamento de 2016 seja aprovado, o que pode ocorrer até o fim do ano, para que se possa lançar a terceira fase. O governo, no entanto, assumiu ontem a possibilidade de cortes na iniciativa.

 

Apesar de o Palácio do Planalto não ter divulgado oficialmente a data para a apresentação do Minha Casa, Minha Vida 3 nesta semana, Dilma disse em algumas ocasiões que seria no dia 10 de setembro, e anunciou, inclusive, em um tuíte, de 5 de agosto. “Boa notícia! Marcamos para 10 de setembro o lançamento do #MinhaCasaMinhaVida3”, disse a mensagem da presidente nas redes sociais. A assessoria do Ministério das Cidades informou ontem que trabalha com essa data para o lançamento. No lugar de uma solenidade com anúncio oficial, porém, Dilma deve se reunir com integrantes de movimentos sociais e da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic) para apresentar o que o governo já tem desenhado para a terceira etapa do programa.
 

De acordo com o integrante do Planalto, há um desenho e um cronograma para a iniciativa, conforme enviado ao Congresso. No entanto, não é possível prever ao certo quanto deve ser aplicado no programa sem a aprovação do Orçamento.

 

Fonte: Imparcial.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 11 =