SINDCONSTRUCIVIL – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Construção Pesada-Infraestrutura, Mobiliário, Artefatos de Cimento, Obras de Arte, Instalações Elétricas, Montagens e Manutenções Industriais, Construção e Manutenção de Rodovias, Ferrovias e Engenharia Consultiva

Ouça nossa rádio

São Luís volta a viver horror com noite de ataques incendiários

Ônibus foi incendiado no bairro do Forquilha Divulgação

 

São Luís passou por uma noite de terror. Depois uma grande rebelião em Pedrinhas, vários áudios, que circularam pelas redes sociais desde o início da semana, com ameaças de ataques e um protesto de parentes de detentos na porta do Palácio dos Leões, o cenário caótico se confirmou. Entre ações frustradas e confirmadas, a Polícia do Maranhão, baseada em números preliminares, confirma dez ataques em pontos diferentes da cidade. Várias pessoas já foram presas, mas os números são muito desencontrados até agora.

 

Os incêndios aconteceram na Forquilha, Recantos dos Vinhais e no Angelim. Segundo levantamento preliminar da Polícia Militar, foram sete tentativas frustradas: Vila Isabel Cafeteira, Parque dos Nobres, Nova Aurora, Jota Lima, Vila Embratel, Cohab e Santa Efigênia.

 

Segundo fontes ligadas ao TER-MA, o Tribunal Superior Eleitoral  confirmou o envio de mais homens das tropas federais para São Luís. Houve uma reunião na sede do tribunal para avaliar as emeaças dos bandidos, que afirmam que vão atear fogo nas zonas eleitorais no próximo domingo (2).

 

Desde o sábado (31), quando aconteceu uma rebelião no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, os ânimos ficaram mais exaltados, e dois ataques aconteceram. Como resposta, a polícia informou que iria fazer escolta dos veículos. Na tarde de ontem, parentes dos presos, alegando falta de remédios, reclamando que as quentinhas estão chegando com comida estragada e que os presos estão jogados dentro do presídio, protestaram na porta da sede do governo.

 

E, mesmo com o trabalho ostensivo da polícia, o pior se confirmou: nove ataques a ônibus, somando-se as tentativas, foram realizados na capital.

 

Fonte: Imirante.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 2 =