Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Ouça nossa rádio

Lançado edital com 3.200 vagas de cursos para a formação profissional

Resultado de imagem para Instituto de Educação, Ciência, Tecnologia do Maranhão (Iema).Divulgação

 

Para quem deseja se qualificar e estar mais preparado para o mercado de trabalho, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) lançou ontem (9), o Edital UV – Iema Nº 001/2017.

 

São 3.200 vagas para cursos de Formação Inicial e Continuada (FICs) e oficinas nas unidades vocacionais do Instituto de Educação, Ciência, Tecnologia do Maranhão (Iema).

 

No total, 22 municípios serão contemplados em 25 unidades do Iema distribuídos em várias regiões do estado. Os interessados podem se inscrever, no período de 10 a 13 de janeiro, de forma gratuita nas unidades vocacionais do Iema.

 

Todas as informações estão disponíveis no edital, que pode ser acessado por meio do endereço eletrônico www.secti.ma.gov.br e www.iema.ma.gov.br.

 

Os cursos FICs têm carga horária que varia de 160 horas a 200 horas e das oficinas de 8 horas a 40 horas. Para a conclusão de curso e certificação, o estudante deverá cumprir o mínimo de 75% de frequência e alcançar média igual ou superior a sete, no processo da formação profissional.

 

Os cursos abrangem diferentes áreas, desde o inglês básico a alguns mais específicos como o de açailcutor, sempre de acordo com a vocação econômica e social de cada município.

 

O coordenador do Iema vocacional André Bello ressaltou que alguns cursos serão ofertados pela primeira vez, como o do beneficiamento do abacaxi, em Turiaçu. “Neste curso o aluno vai aprender a fazer geleia e outros produtos derivados da fruta. Sabemos que neste município há uma produção forte do abacaxi, então queremos disponibilizar uma formação que vai ajudar na renda dos estudantes, gerando verdadeiros empreendedores que poderão colocar em prática o que aprenderam em sala de aula, desenvolvendo a economia do estado”, declarou.

 

Há cursos também voltados para a área da tecnologia como desenvolvedor de aplicativos para dispositivo móvel; recursos naturais como o de agricultura orgânica. Na área de gestão e negócios como gestão cooperativa e empreendedorismo solidário. Na área de embarcações com a construção de embarcações artesanais maranhenses. E na produção alimentícia com o curso de panificação e confeitaria, dentre outros

 

Fonte: Secti

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =