Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Ouça nossa rádio

SINDCONSTRUCIVIL-MA continua com seu trabalho incansável de fiscalizações

 

O Presidente do Sindconstrucivil-MA, Humberto França Mendes, o Diretor Social, Lauro dos Inocentes Filho e o Diretor de Arquivos e Memória, José dos Santos Ferreira estiveram em intensa rotina de fiscalizações.

 

No Jardim Tropical, foi identificada uma obra do Governo do Estado chamada de Mutirão da Rua Digna em parceria com o Instituto Filadélfia, que é um Centro Educacional localizado no Jardim Tropical.

 

O Sindicato pegou o nome de cada trabalhador para ser analisada a real situação deles. Eles afirmam que estão trabalhando voluntariamente, recebendo 80,00 reais por diária e estão sem Equipamentos de Proteção Individual.

 

O Sindicato não é contra os trabalhadores realizarem o serviço. Mas não vai aceitar que eles sejam enganados.  No entendimento do Sindicato, este Instituto Filadélfia está atuando como uma empresa neste serviço e teria sim condições de pagar o piso da categoria a estes trabalhadores.

 

O Sindicato está investigando esta situação para que os trabalhadores não sejam prejudicados.O Sindconstrucivil-MA também passou pelas Avenidas do Maiobão em Paço do Lumiar, onde já esteve anteriormente fiscalizando empresas terceirizadas da empresa  Central Engenharia e Construção LTDA.

 

Agora no local estão outros trabalhadores com um fardamento sem identificação de nenhuma empresa, onde os trabalhadores estão demolindo o antigo calçamento e fazendo outro.Estes trabalhadores estão todos irregulares: sem registro em Carteira de Trabalho, sem receber o piso da categoria, sem Equipamentos de Proteção Individual adequados.

 

Os trabalhadores não sabem nem a qual empresa trabalham. Eles apenas afirmam que iniciaram os trabalhos no dia 31 de Agosto.O Sindicato vai investigar qual é esta empresa para notificá-la e serem corrigidos os problemas dos trabalhadores, para que não seja necessário o encaminhamento da mesma ao Ministério do Trabalho e Ministério Público.

 

Confira mais imagens na Galeria de Fotos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =