SINDCONSTRUCIVIL – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Construção Pesada-Infraestrutura, Mobiliário, Artefatos de Cimento, Obras de Arte, Instalações Elétricas, Montagens e Manutenções Industriais, Construção e Manutenção de Rodovias, Ferrovias e Engenharia Consultiva

Ouça nossa rádio

Perigo: Uso de Entorpecentes nos Canteiros de Obras do Maranhão.

 

Por Jeane Amorim

O uso de entorpecentes em canteiros de obras do Maranhão, infelizmente, tem se tornado uma triste realidade no setor da Construção Civil do nosso estado. Além de ser perigoso e ilegal, o consumo de drogas pelos trabalhadores durante a jornada de trabalho, ocasiona uma imagem negativa para a categoria. 

 

Leonardo César de Azevedo Amorim (Técnico em Edificações) que já atuou como fiscal de obra em diversos canteiros da capital revela que o uso de bebidas alcoólicas e outros entorpecentes pelos trabalhadores é bem mais comum do que se pensa. Para ele, além de ser prejudicial para o andamento da obra, também é perigoso para a segurança do trabalhador. “Já flagrei várias situações de trabalhadores bebendo ou fumando durante o horário de trabalho e em seus intervalos de descanso. Situações como essas são mais frequentes em vésperas de pagamento e em finais de semana. Os locais para o uso dessas substâncias também são os mais diversos (banheiros, vestiários, locais mais escondidos da obra e etc.), por essa razão, a fiscalização fica bem difícil em certos momentos”, declarou.

 

Em virtude dessa situação lamentável, o SINDCONSTRUCIVIL-MA tem se mobilizado para tentar sanar esse sério problema. O coordenador do “Projeto Mãos Que Constroem”, Irineu da Silva Mendes, informa que algumas medidas iniciais estão sendo estudadas para reverter essa situação, como por exemplo, a ministração de palestras de prevenção sobre o uso das Drogas aos alunos do Centro de Capacitação do SINDCONSTRUCIVIL.

 

Dados levantados pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) indicam que de 20% a 25% dos acidentes de trabalho no mundo envolvem pessoas intoxicadas que machucam-se a si mesmas e a outros.

 

O uso das drogas é um problema social, não escolhe raça, sexo, faixa etária e nem grau de escolaridade. Em se tratando de ambiente de trabalho, também não acomete somente a categoria da Construção Civil, afeta milhões de trabalhadores em todo o mundo. A melhor e mais eficaz ferramenta para tratar esse problema, ainda é a prevenção sobre o perigo do uso dessas substâncias.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − treze =