Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Ouça nossa rádio

ONG revela que 1.392 trabalhadores foram libertados de situação análoga a escravidão no Maranhão

Só no ano passado, 1.392 trabalhadores em situação análoga a escravidão foram libertados no Maranhão, segundo levantamento elaborado pela ONG Repórter Brasil com base em dados de fiscalizações do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Ministério Público do Trabalho (MPT) e das polícias Federal e Rodoviária Federal.

 

Os municípios em que mais foram encontrados trabalhadores em regime de escravidão foram Raposa, Bacabal e Bom Jardim. Na Região Tocantina, quatro municípios aparecem na lista, são eles: Vila Nova dos Martírios, São Pedro da Água Branca, São Francisco do Brejão e Açailândia.

 

Em todo país, no ano passado, foram 299 operações, 300 estabelecimentos inspecionados e 2.758 trabalhadores em situação análoga a escravidão libertados. Ao todo, o pagamento das indenizações rendeu R$ 8.263.288,02.

 

A ONG também reuniu os dados de trabalho escravo no país desde 1995, quando o governo brasileiro reconheceu a existência de escravidão no país e passou a adotar medidas para erradicação deste crime.

 

Entre 1995 e 2013 foram inspecionados 3.747 estabelecimentos e 47.031 pessoas em situação análoga à escravidão foram libertadas

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =