SINDCONSTRUCIVIL – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Construção Pesada-Infraestrutura, Mobiliário, Artefatos de Cimento, Obras de Arte, Instalações Elétricas, Montagens e Manutenções Industriais, Construção e Manutenção de Rodovias, Ferrovias e Engenharia Consultiva

Ouça nossa rádio

Veículos do transporte coletivo da capital serão fiscalizados

A Prefeitura de São Luís realiza a partir da próxima semana a vistoria intensiva das condições de conservação, segurança e higienização dos veículos que prestam o serviço de transporte coletivo em São Luís. O trabalho será desenvolvido pela Secretaria de Trânsito e Transportes (SMTT) e está amparado na Lei Municipal 3.430/96 que prevê a realização do procedimento duas vezes ao ano.

 

“Essa é mais uma ação para proporcionar o bem estar do usuário do transporte coletivo em São Luís. Junto com as outras ações já iniciadas pela Prefeitura, como a reforma do Terminal da Cohab e a instalação de novos abrigos, proporcionará mais conforto a população”, comentou Canindé Barros.

 

O processo de inspeção da frota de coletivos será realizado diariamente no pátio da SMTT, no Ipase, onde ocorrerá um check list de 26 itens, incluindo as condições mecânicas e a emissão de gases dos ônibus. O começo da fiscalização será feito pelos veículos com maior tempo de uso das empresas. Os ônibus inspecionados receberão selos informando a avaliação obtida na vistoria da SMTT.

 

Nos casos em que forem necessárias adequações, o veículo será identificado por um selo vermelho e a empresa será informada sobre o prazo para a resolução do problema. Caso as exigências não sejam cumpridas, os veículos poderão ser retidos pela SMTT. Cumpridas as exigências, o ônibus passará por nova vistoria e poderá circular normalmente.

 

Atualmente, o sistema de transporte coletivo da capital maranhense possui 1.185 veículos, que operam em seis áreas específicas da cidade: Itaqui-Bacanga; Rio Anil; Distrito Industrial-Zona Rural; Cohama-Vinhais; Cohatrac; e São Cristóvão-Cidade Operária. O critério de distribuição dos ônibus é baseado na densidade demográfica de cada área, sendo 185 linhas distribuídas entre 23 empresas.

Fonte:Imirante.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =