Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Ouça nossa rádio

São Luís tem 29 pontos que alagam frequentemente com chuvas

 

Os moradores da região metropolitana de São Luís já sabem que, quando chove, muitos pontos acumulam água em excesso e prejudicam os motoristas e pedestres que tentarem se locomover pela cidade. O poder público também sabe do problema. Segundo a Defesa Civil Municipal, a capital maranhense tem 29 pontos de alagamento recorrentes.

 

Em todos estes pontos críticos, a principal causa do problema é a drenagem deficiente das vias, segundo afirmou o especialista Lúcio Macedo, doutor em saneamento ambiental.  Ele apontou um trecho da MA-201, estrada que liga São Luís com outros dois municípios: São José de Ribamar e Paço do Lumiar.

 

“Toda essa ocupação urbana desenfreada, que ocorreu numa área de mais 62 quilômetros quadrados, vem acarretando um problema seriíssimo em relação ao carregamento de lixo, esgoto e do sistema de drenagem que é um bueiro que  gente pode ver nas imagens que é insuficiente para dar escoamento a todo esse caudal que é em torno de 12m³ por segundo”, afirmou o doutor em saneamento ambiental Lúcio Macedo.

 

O resultado é um problema que se arrasta há quase dez anos. Estas imagens feitas por moradores da área mostram como a estrada fica num momento de chuva forte. O nível da água sobe e a rodovia vira o próprio rio. Depois que a chuva passa falta disposição para encarar quilômetros de lentidão e engarrafamento.

 

Para resolver esses transtornos, o especialista indica que, de imediato, é preciso que haja mais bueiros, além de um trabalho intenso em todas as bacias de escoamento da cidade. Ele fala que é preciso revegetar áreas que foram devastadas ultimamente. Além de que uma limpeza profunda nos canais.

 

“Nós teríamos que revegetar algo que foi extremamente impactado pelas ocupações desordenadas. Em torno de 40% dessa área tem que ser revegetada” avaliou o especialista.

 

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) disse que os problemas do sistema de drenagem de São Luís é historicamente subdimensionado e que obras emergenciais são realizadas para correção dos transtornos.

 

Fonte:G1-MA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − quatro =