Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de São Luís – MA

Ouça nossa rádio

Após sete meses em queda, produção industrial do Maranhão volta a crescer

 

 

A produção industrial maranhense interrompeu a trajetória de queda registrada nos últimos sete meses. De acordo com a Sondagem Industrial do Maranhão, pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), o indicador de volume de produção subiu 4,7 pontos e marcou 51,8 pontos em agosto.

 

As responsáveis pela elevação foram as empresas de médio e grande porte, que cresceram 7,1 pontos em relação ao mês anterior e chegaram aos 54,2 pontos. As empresas de pequeno porte apresentaram recuo no indicador e tiveram queda de 2,8 pontos na produção em relação a julho, ao marcarem 47,2 pontos.

 

As indústrias nordestinas, também seguiram a mesma tendência apresentada pelas maranhenses e elevaram na produção industrial em agosto, chegando aos 52 pontos. Já as indústrias brasileiras marcaram 48,2 pontos e permaneceram abaixo dos 50 pontos divisórios pelo décimo mês consecutivo.

 

Capacidade

Outro indicador da Sondagem Industrial do Maranhão que também subiu foi o que mede a Utilização da Capacidade Instalada (UCI). Em agosto, este indicador disparou e cresceu 12 pontos percentuais em relação a julho, marcando 72% e voltando a estar próximo aos patamares históricos do estado.

 

O estoque de produtos finais ficou acima do planejado, crescendo 11,8 pontos sobre agosto de 2014 e ficando em 51,2 pontos. O número de empregados permaneceu abaixo da linha divisória dos 50 pontos, com 48,1 pontos, caracterizando queda.

 

Para os próximos seis meses, o cenário projetado pelos industriais maranhenses é de confiança, com todos os quatro indicadores medidos acima dos 50 pontos. O destaque ficou por conta do número de empregados, que alcançou 52,8 pontos, e do indicador para exportação que subiu 12 pontos em relação ao mês anterior.

 

Fonte:Fiema

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 1 =